Fullstory Logo

Nova Comunicar



× NovaComunicar uses FullStory to post more than 140 characters on twitter.
FullStory is a free service. you can use colors and smilies and you can alos embed photos and videos.

Ciclo de queda na produção do Estado é interrompido

O Rio Grande do Norte permaneceu como terceiro maior produtor de petróleo, com 59.149 barris por dia no mês de dezembro. O Estado do Rio de Janeiro ainda lidera a produção no país, com 1.622.603 de barris/dia. Na segunda colocação está o Espírito Santo com os seus 347.120 barris diários. Esses são do boletim de produção da Agência Nacional de Petróleo (ANP) do mês de dezembro de 2011.
Mesmo como terceiro maior produtor, o ouro negro extraído do Estado representa apenas 2,7% da produção brasileira. O Rio de Janeiro é responsável por 73,% da produção nacional e o Espírito Santo, 15,7%.
A bacia Potiguar (compreende toda a região de exploração em mar e terra no Rio Grande do Norte e em parte do Ceará) também foi a terceira mais produtiva em dezembro, 60.515 barris/dia. Em primeiro, está a bacia de Campos (1.847.519 barris/dia) e em segundo a bacia de Santos (128.982 barris/dia).
Produção de 2011 quebra ciclo de declínio
A produção de petróleo no Rio Grande do Norte superou o ciclo de queda na produção que ocorria desde 2004 ininterruptamente. No ano passado, a Petrobrás conseguiu extrair 21,4 milhões de barris da bacia potiguar, 3% a mais que no ano anterior Em 2010, a extração de petróleo chegou a 20,7 milhões de barris.
Segundo o chefe da Unidade estadual do IBGE, Aldemir Freire, a maior responsável pelo crescimento foi a produção em terra: de 17,9 milhões de barris em 2010, subiu para 18,6 milhões em 2011. Em compensação, a extração marítima teve queda na produção.


Comments
» »